Nordeste sofre com alagamentos:Enxurrada arrasta casas e deixa dois mortos na Zona Sul de Teresina

0
688

Uma criança de quatro anos e uma mulher de 70 anos morreram após uma lagoa transbordar e romper o muro de um clube. Prefeitura confirma desaparecidos e desabrigados, mas ainda não há um balanço oficial.

Segundo o Corpo de Bombeiros, ao menos 100 casas foram atingidas – destas, 30 arrastadas – e 40 pessoas ficaram feridas.

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) confirma que há desaparecidos e desabrigados, mas não ainda não divulgou nenhum balanço oficial.

“Alguns dias, por trás da rodoviária de Teresina vinha se formando uma lagoa com a água das chuvas por conta do terreno irregular. Essa água foi se acomodando no muro do Clube da Telemar, que não resistiu. Com o rompimento a água desceu rumo ao rio Poti e levou tudo que tinha pela frente”, informou a prefeitura.

As pessoas feridas foram levadas ao Hospital de Urgências de Teresina (HUT) e outras unidades de saúde da capital.

Equipes da Defesa Civil e o prefeito Firmino Filho estiveram no local.

Situação de emergência

O prefeito Firmino Filho decretou situação de emergência em Teresina nesta quinta-feira (4) em decorrência as fortes chuvas registradas na capital nos últimos dias e do aumento do volume dos rios Poti e Parnaíba. A medida visa dar agilidade as ações das equipes de assistência do município.

“Nós teremos capacidade ajudar as famílias em situação de risco de forma mais ágil, repor o sistema viário que foi danificado de forma mais rápida. Isso tudo é agilizado com esse decreto”, declarou Firmino Filho.