Réu acusado de mandar matar ex-esposa, filha e secretária tem pedido de habeas corpus negado pela Justiça

0
133

destaque-294989-pag-6---triplo-homicidio---divulgacao

O réu Altair dos Santos, acusado de envolvimento em triplo homicídio, teve pedido de habeas corpus negado pela justiça do Pará nesta segunda-feira (3). As vítimas são a ex-esposa dele, Leda Marta Luck dos Santos; a secretária dela, Hellen Taynara Siqueira Branco; e a filha do casal, que tinha nove anos quando foi assassinada.

As três foram mortas a golpes de faca, dentro da loja de Leda em fevereiro de 2014, em Itaituba, no sudoeste do Pará. Segundo as investigações, a motivação do crime seria a não aceitação da separação do casal.

O Tribunal de Justiça do Pará (TJPA) informou que a defesa do acusado alegou excesso de prazo e a falta de fundamentação para a manutenção da prisão.

Segundo a defesa, o suposto autor dos crimes foi uma outra pessoa, que aparece na filmagem do circuito de segurança no local do crime. O suspeito negou a autoria e afirmou não conhecer Altair, denunciado como mandante.

O desembargador Raimundo Holanda Reis, relator do habeas corpus, defendeu que não há excesso de prazo e que o processo tramita normalmente. Segundo ele, não há ocorrência de falta de fundamentação, o que acarreta na manutenção da prisão preventiva.

Fonte: Folha do Progresso